Depoimento Andreia Marques

É, amigos, o FLIC foi um sucesso!

Sucesso de público e com direito à cobertura da "Rede Globo" de Goiás.

Mas vou dizer porque foi, pra mim, um sucesso ainda maior...

No FLIC, conheci um médico palhaço formado em besteirologia, o Dr. Nanal (Arnaldo Barbosa), que me fez rir bastante com suas tiradas, e que, também, me emocionou com sua grande sensibilidade e conhecimento da natureza humana.

Conheci Kalunga, que me fez voltar a ser criança, com seu espetáculo de músicas, poesias e brincadeiras. É o tipo de show que a gente ouve e esquece o tempo e o espaço, torcendo para que o momento não se acabe jamais. Conheci Paulo Pazz, com seu personagem Clarindo, cheio de causos mais diversos e incrivelmente reais. Definitivamente, uma das pessoas mais divertidas que tive o privilégio de conhecer na vida.

Conheci Mara Ney e o Faustino, que nos receberam de braços abertos em Goiânia, com toda generosidade e carinho. Mara, que abriu as portas da sua casa e nos apresentou à sua família linda, tem a minha mais profunda amizade. E também a minha sincera admiração por ter incentivado tão positivamente sua neta Miliany, que lançou seu primeiro livro com apenas 9 anos idade, o qual tive a sorte de estar presente no lançamento e receber a sua dedicatória e seu sorriso de estrela.

Conheci o autor Ulysses Rocha Filho, com sua obra “Meu Avô, Meu Pai” e descobri, mais ainda, que uma boa história pode ser lida e interpretada de formas infinitamente possíveis.

Conheci Edivanio Honorato e Ironita Pereira Mota, que, além de autores maravilhosos, ainda fazem um belíssimo trabalho de divulgação da literatura.

Conheci Silvana de Almeida, com sua simpatia, emoção, dedicação à flor da pele por tudo que faz. Seu trabalho é primoroso, realizado com brilho nos olhos e força na alma. Seu orgulho por sua cidade, família e amigos é tão admirável quanto inspirador.

Conheci, enfim e pessoalmente, Marco DePaiva, autor e idealizador da FLIC. Que um dia sonhou com um festival literário em Ipameri, e que teve a coragem de levar adiante seu sonho, enfrentando todos os desafios. E com a bela parceria de Rael Carneiro Vaz, conseguiu planejar e realizar, quase que heroicamente, um dos melhores festivais literários que já participei. Perfeito em todos os detalhes.

Assim, volto a dizer que a FLIC foi um sucesso, especialmente pra mim, pois foi através dela que tive a oportunidade de descobrir uma grande família em Goiás e da qual guardarei recordações, as melhores, para sempre. Obrigada a todos, por tudo.