Depoimento Paulo Pazz

Amanhã talvez, sei lá... amanhã, hoje, ontem e sempre o mesmo verdadeiro sorriso, o mesmo conto de fadas, o mesmo faz de contas acontecendo, aonde quer que vamos, onde quer que estejamos.

Ah, a doce magia do mundo infantil eternizando a criança em nós!

Valeu a pena cada segundo, cada sorriso, cada canção com coro de crianças, com riso de crianças, com o brilho dos olhos daquelas crianças, tão pequenas e tão em busca de se fazerem adultas.

Doce Setembro inesquecível de um Festival Literário nascido entre pequis, mamacadelas e cagaitas; entre as goianidades do Cerrado.

De repente, não mais que de repente, entre o "era uma vez" e o "felizes para sempre" eis que Ipameri se faz festa, brinca de fazer festa, brinca de fazer Festival de gente grande, para a alegria dos pequenos.

FLIC: a chave mágica para abrir as portas do encantamento!